5 Dicas para melhorar a dicção ruim!

A dicção ruim é um problema que incomoda muitas pessoas. E a comunicação é fundamental para o cotidiano dos seres humanos. Além disso, no mundo dos negócios esse é um fator de extrema importância.

Um dos fatores que mais incomodam na hora da comunicação é, sem dúvidas, a má articulação das palavras. Por esse motivo, muitas pessoas buscam por técnicas para melhorar a dicção.

As pessoas que têm uma boa dicção conseguem se comunicar com clareza e objetividade, transmitindo corretamente a mensagem. Enfim, caso queira melhorar esse aspecto, existem algumas técnicas que podem te auxiliar a alcançar esse objetivo!

Quer saber mais sobre esse assunto? Veja a seguir e tire suas dúvidas. Boa leitura!

Dicção ruim atrapalha a comunicação

A dicção ruim é um fator que interfere diretamente na comunicação das pessoas. Além disso, isso pode ser prejudicial para a vida profissional, principalmente para aquelas pessoas que trabalham na área de negócios.

Então, para melhorar a dicção, o primeiro passo é ter uma respiração adequada e fazer o aquecimento da língua e dos músculos da face. Esse processo é importante para seguir as técnicas que ajudam a melhorar a comunicação.

Há exercícios capazes de melhorar a dicção no dia a dia, facilitando a comunicação entre as pessoas. Além disso, essa é a melhor maneira de transmitir a mensagem que deseja sem grandes dificuldades.

Dicas para melhorar a dicção

Está buscando melhorar sua dicção para conseguir se comunicar melhor com outras pessoas? veja algumas dicas a seguir!

1. Relaxamento e fortalecimento dos músculos faciais

A maioria das pessoas tem dicção ruim devido aos músculos faciais. Isso acontece por conta do rosto muito tenso, sendo esse o caso dos lábios, da língua e das bochechas, onde está localizado o músculo bucinador.

Felizmente existem alguns exercícios de relaxamento dos músculos faciais que podem prevenir ou diminuir esse problema. Para relaxar o rosto, as pessoas podem fazer caretas, exercícios para abrir e fechar a boca, bocejos e outros processos que envolvem essa área.

Além disso, as pessoas também podem deixar a língua para fora ou girá-la dentro da boca. E, com os lábios fechados, fazer o processo de vibração dos lábios e da língua. Todos esses processos ajudam as pessoas com problema de tensão facial, auxiliando na dicção.

2. Relaxamento da voz

A tensão não acontece somente com o corpo dos seres humanos, mas também com a voz. Portanto, para que um discurso saia bem articulado, o relaxamento da voz é um dos fatores que mais importam.

Assim que a pessoa relaxa a voz, a sua fala passa a ser mais pausada e o orador ganha credibilidade no discurso. Enfim, existe um processo que é extremamente eficaz, veja o passo a passo:

  • Primeiramente, coloque 2 dedos sobre o nariz, sem usar muita força para prendê-lo;
  • Imite o barulho de uma abelha enquanto está com a boca fechada. Realize esse processo por mais ou menos um minuto;
  • Sinta a vibração produzida devido a essa ação;
  • Descanse e, na sequência, respire novamente.

Essa técnica é indicada para momentos antes de apresentações ou em momentos de nervosismo.

3. Brinque de trava-línguas

Para falar as palavras de maneira impecável, é preciso treiná-las. Existem vários exercícios que auxiliam a alcançar esse objetivo, desde que sejam praticados corretamente.

Então, uma maneira clara e eficaz para trabalhar a articulação, assim como os músculos faciais, é brincar de trava-línguas. Com o auxílio dessa técnica, a pessoa pronuncia palavra por palavra, sem se atrapalhar ou emendar o fim de uma com o início de outra.

Portanto, para melhorar a dicção ruim não deixe de analisar os melhores trava-línguas disponíveis e treiná-los constantemente. Lembre-se de sempre se desafiar e ir aumentando a velocidade ao passar do tempo.

4. Melhore o vocabulário

Para melhorar a dicção ruim, as pessoas também devem melhorar o vocabulário. A repetição de alguns termos, assim como os vícios de linguagem, são indícios que o vocabulário precisa de uma melhoria.

Caso a pessoa não consiga melhorar o arsenal de palavras, será difícil desenvolver as apresentações ou conversações. É importante buscar novas palavras no dicionário e não ter medo de usá-las no dia a dia.

Porém, também é importante ter bom senso na hora de utilizar os novos sinônimos, empregando-os naturalmente no vocabulário. Para encontrar novas palavras leia revistas, livros ou jornais que tratam de diversos assuntos.

Além disso, antes de começar a usá-los no cotidiano, é imprescindível saber o seu significado. Use as novas palavras em conversas informais até que se tornem parte do seu “normal” na conversação.

5. Faça gargarejos

A maioria das pessoas nem imagina, mas o gargarejo com água pode melhorar a dicção ruim. Essa é uma das principais técnicas utilizadas para melhorar a faringe, pois usa a base da língua e o céu da boca.

Esses locais são conhecidos como pontos articulatórios. Além disso, são muito utilizados durante uma conversação. Esse exercício é tão eficaz que auxilia em outros processos, como o acionamento da nomenclatura responsável pela emissão de sons como em “cão”, “uma”, “ão”, etc.

Ao realizar esse exercício, as pessoas melhoram o som com que a palavra sai da boca. Isso torna tudo ainda mais limpo e eficiente, fazendo com que as palavras saiam do fundo da garganta.

Melhorando o ritmo da fala é possível melhorar a dicção ruim

Para conseguir melhorar a dicção, o ritmo é fundamental. Fale sempre ao seu tempo, sem se precipitar para não atropelar as palavras. É importante que haja concentração para que as palavras saiam corretamente da boca.

Quando a pessoa fala com calma, ela consegue se comunicar com clareza e de forma eficiente. Enfim, para ter um parâmetro de como está o seu ritmo, recorra aos gravadores de voz.

Com o auxílio dessas gravações, é possível verificar onde a pessoa está errando e melhorar esse ponto. Lembre-se de realizar os exercícios anteriores e continue trabalhando todos os detalhes.

Como se tornar um bom orador?

Para se tornar um bom orador, as pessoas devem compreender que a expressão corporal faz toda a diferença. Outra recomendação é trabalhar a sua voz e melhorar a oratória para acabar de vez com a timidez.

Além disso, aposte em profissionais que possam orientá-lo no desenvolvimento. O treinamento oferecido por um coaching, por exemplo, pode ser eficaz para melhorar a dicção ruim e se tornar um bom orador.